19.4.07

A universidade em ruínas, parte 2 e 3/4

Etiquetas:

7 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Esta é muito dura.
Ultrapassa o humor negro.
Não gostei.
Desculpe a franqueza.

19 de abril de 2007 às 10:53  
Anonymous Anónimo said...

Julgo que este post (que também não percebo muito bem) vem no seguimento de um outro, do mesmo autor, também intitulado «A UNIVERSIDADE EM RUÍNAS»:

http://sorumbatico.blogspot.com/2007/04/universidade-em-runas.html

19 de abril de 2007 às 11:30  
Anonymous Anónimo said...

Mesmo sendo sequência, não gosto.
Desculpe a franqueza.

19 de abril de 2007 às 12:11  
Anonymous Anónimo said...

O homem era um tresloucado assassino. Que diabo, era preciso ir buscar um monstro para fabricar humor? Humor??? Alguém se ri desta coisa? Ná...

19 de abril de 2007 às 18:51  
Blogger Manuel João Ramos said...

Terei carregado demasiado na nota de humor negro? Aceito que sim. Mas, como notou "anónimo", este post vem no seguimento do texto "A universidade em ruínas", para o qual peço a paciente atenção dos comentadores.
O que aí digo é que estamos a importar, da pior forma, o modelo americano de universidade - aquele mesmo que Bill Readings já declarara falida quando publicou o seu brilhante livro em 1997.
A realidade trágica do acto do tresloucado sul-coreano é um espelho da vida totalmente anómica dos "dorms" das universidades americanas. Estudar na universidade durante um "Major"? Que ideia mais utópica. 90% dos estudantes limitam-se a emborcar álcool e mendigar sexo durante os "freshman's years".
O meu humor é negro e de mau gosto? admito-o. Mas apenas por desespero, já que ninguém parece querer ver o que se está a fazer à universidade portuguesa.
Sou docente universitário há muitos anos e vejo o alastramento da mancha negra todos os dias. Sou pai de 3 filhos que podem vir a ser futuramente vítimas de um tresloucado sul-coreano num qualquer "dorm" da EPUL Jovem da Cidade Universitária.
Espero que este esclarecimento tardio venha dar um pouco de sentido ao acto tresloucado de fazer um post cujo sentido (de humor) suscitou leígitmas dúvidas.

20 de abril de 2007 às 01:25  
Anonymous Anónimo said...

Caro Manuel João Ramos,
fiquei contente com este seu texto.
Concordo com o que diz, pois relata experiência pessoa e sapiência.
Quanto ao facto do "post" em si, eu sou franco não gosto mas já tinha percebido o seu enquadramento.
Um abraço

20 de abril de 2007 às 10:09  
Anonymous Anónimo said...

"...experiência pessoal.."

20 de abril de 2007 às 10:09  

Publicar um comentário

<< Home