22.11.08

A desafinação nacional

Por Antunes Ferreira
PECADO CONFESSADO é pecado meio perdoado, diz quem sabe, neste caso o Povo, de cuja voz também se afirma que é a de Deus. Máxima que parece ter caído em saco roto, apesar de alguns, mais crentes, ainda a aceitem. Mas, convenhamos, o que era ontem pecado, hoje já não é – e, em certos casos, é até uma quase virtude. Quer se queira, quer não, as coisas já não são o que eram. Por uma segunda vez consecutiva, falo de futebol. O que para nós Portugueses não é óbice, dado que é o tema nacional por excelência. Mas, não só.
Já no que respeita à voz do Povo ser a voz de Deus, nada mais desactualizado, no mínimo. Os decibéis do Povo serão iguais ou, no mínimo, semelhantes aos que a Divindade utiliza? Creio bem que não. Nesta época em que os sintetizadores são reis, as vibrações vocálicas andam um tanto abastardadas. Há uns anos falava-se no dó de peito. Agora, comenta-se que metem dó. Prismas.
(...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger Julião Tendinha said...

Pelos vistos o Antunes Ferreira gosta de futebol. Eu também, mas com os mafiosos que dão cabo do Desporto Rei nada.

Pintos, Vieiras, Francos, e muitos outros, Hermínios, Madailzes, Paixões, e toda essa cambada de árbitros, agentes (negreiros) e etc. deitados ao mer com um lastro de 100 quilos seria o melhor. Para os peixes não, porque poluição já têm que chegue.

22 de novembro de 2008 às 18:13  
Blogger Bernardino A. Conceição said...

Gosto do que escreve (e muito bem) este Senhor Antunes Ferreira. Será o mesmo do DN e que esteve com o falecido Sousa Franco no MF? E que ia à RTP fazer comentários de política internacional?

E também gosto do blog dele, como deste. E ainda gosto mais dos concursos que os 2 organizam no blog do Senhor Antunes Ferreira. No próximo quero participar. Quando há outro?

22 de novembro de 2008 às 19:39  
Blogger Valeriano Menezes said...

Vivo na Rua do Natal, no Bairro das Fontaínhas, em Panjim, que a entrada na India se transformou em Panagi.

Atravez da RTP Internacional vejo tudo o que é possível de Portugal onde nunca tive a oportunidade de ir. Mas juro que um dia destes vou.

Pesso desculpa de um ou outro erros de Portuguez, mas vou lendo pouco.

O Senhor Doutor Henrique Antunes Ferreira é cazado com uma Senhora daqui de Goa, a Dona Raquel. que eu conhessi em miúda pois murava na casa três antes da minha. Ainda no transacto mez de Novembro de ano pasado, 2007, aqui estiveram os dois, pois a Senhora Dona Raquel veio aqui cumemorar os 50 anos da sua concluzão do 7.º ano liceal do liceu Nacional Afonso de Albuquerque onde eu tambem estive.

Ele já escreveu muito sobre Goa e sobre os Goeses e também entrevistou a Senhora Indira Gandhi e seu filho Rajiv, falessidos Prime Ministers e bem o Senhor Pratapsing Rane quando ele era Chief Minister aqui de Goa, sendo que hoje é o Speaker no Parlamento.

Não conssigo entender tudo dos artigos do Senhor Doutor. Contudo ele escreve tam bem que eu gosto muito.

Até a prossima

Comprimentos

22 de novembro de 2008 às 23:25  
Blogger Valeriano Menezes said...

Esquessi dizer que meu filho Estevam fez um blog para mim, mas eu não sei escrever nele. Só sei escrevêr no computer. Obrigado

22 de novembro de 2008 às 23:28  
Blogger Juliana Vasconcellos said...

Já não é necessário repetir que sou uma fã do Antunes Ferreira. Não percebo nada de futebol, mas sei ler e escrever e gostar do que escrevem. E eu gosto do que escreve o Antunes Ferreira.

Beijinhos para ele e para o Carlos Medina Ribeiro que tem um grande blog.

E já agora. O que será feito do mal-educadão do Senhor Jorge Ribeiro? Que descanse em paz.

23 de novembro de 2008 às 12:47  
Blogger Tanya Boleiro Virtuoso said...

Confesso: sou nova nisso. Mas quero aprender. Me dá uma mãozinha, Ferreira? Bem que gostaria de saber escrever como você. Aguardo que me diga algo.

Beijão

24 de novembro de 2008 às 01:21  

Publicar um comentário

<< Home