28.5.10

Apontamentos de Lagos

11 Comments:

Blogger GMaciel said...

De facto, palavras para quê!

:(

28 de maio de 2010 às 12:26  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Revoltante? Veja, então, a 3ª a contar de cima [aqui]...

28 de maio de 2010 às 12:48  
Blogger Serafim said...

isto é prova de uma doença extremamente grave-
paralisia mental

28 de maio de 2010 às 12:56  
Blogger GMaciel said...

Confesso que já não acredito que se consiga mudar o que quer que seja neste país.

Quando me queixo deste povinho ignaro, indisciplinado e sem ponta de civismo ou respeito, perguntam-me os idiotas de serviço se não sou povo?!

É que nem à martelada, caramba!

28 de maio de 2010 às 12:58  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Qualquer mentecapto percebe que, num mundo competitivo e globalizado como o nosso, não basta oferecer sol e praia - mas os responsáveis por estes destinos turísticos ainda não perceberam a importância de que estas cidades sejam minimamente ordenadas e civilizadas.

Para já não falar, evidentemente, do dinheiro que podiam cobrar em multas...

--

Mas faça-se justiça:

Enquanto, em Lisboa, é como se houvesse uma santa aliança entre a Câmara Municipal e a Polícia (para que a cidade seja o caos que se sabe), em Lagos é diferente:

A autarquia disponibiliza milhares de lugares gratuitos (como se vê na imagem de cima), mas a PSP não mexe uma palha para reprimir o estacionamento selvagem.

28 de maio de 2010 às 13:05  
Blogger GMaciel said...

"Qualquer mentecapto percebe "

Mas "eles" nem sequer são mentecaptos, são acéfalos!

28 de maio de 2010 às 14:26  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Como essa gente tem o ordenado certo ao fim do mês (independentemente de fazerem, ou não, aquilo para que nós lhos pagamos) estão-se, pura e simplesmente, nas tintas.

Da única vez que, num destes 2 locais, pedi a um graduado da PSP para actuar... ele atirou-me com uma longa lista de "razões" para o não fazer!

Disse-me que me fosse queixar à esquadra, virou-me as costas, e nada fez!

28 de maio de 2010 às 14:32  
Blogger GMaciel said...

:(

Eu sei o que isso é!

(e nada tem a ver com o anúncio do Cêgripe)

28 de maio de 2010 às 14:48  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Como estou sempre a dizer:

O Estado tem aqui uma fonte de rendimento e (em alternativa) outra de economia:

A 1ª, são as multas - se as quiser cobrar.

A 2ª, consiste em pôr a mexer os que se recusam a proceder ao indicado no parágrafo anterior.

O ideal, claro, será juntar ambas as coisas. O que não se percebe é a choradeira de que não há dinheiro, mas não ir buscá-lo onde ele está!

28 de maio de 2010 às 17:00  
Blogger GMaciel said...

Caro CMR, eles não estão interessados em resolver pevas, eles querem garantir o seu futuro depois da política e isso só conseguirão se seguirem, quais carneiros, o interesse dos "pastores".

Se o TGV fosse de produção nacional, acha mesmo que a Alemanha e a França deixavem que o projecto seguisse em frente na situação em que estamos?

:(

28 de maio de 2010 às 17:30  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

No caso de Lagos, como digo, a incúria não é da autarquia, que faz o que pode (está sempre a criar mais e mais parques gratuitos e de qualidade).

O desleixo é dos moradores que fazem o que se vê (e que, tal como em Lisboa, não mostram qualquer auto-estima pela sua terra), e a incompetência é de quem tem obrigação de reprimir essas práticas e não o faz.

Nesse aspecto, estão muito bem uns para os outros.

28 de maio de 2010 às 18:39  

Publicar um comentário

<< Home