17.3.11

Descansados, é seguríssimo!

Por Ferreira Fernandes

É UMA CENA célebre do filme Erin Brockovich: Julia Roberts defendia gente contaminada pela irresponsabilidade de uma empresa e recebia, numa reunião, a advogada adversária. Esta diz que a indemnização pedida é enorme. Julia Roberts enumera as doenças causadas: infertilidade, cancro... A outra mantém-se inflexível e faz tenção de beber um copo de água. Júlia Roberts: "Por falar nisso, essa água veio da sua empresa." A outra pousa o copo de água.
Fim de ficção. Passagem à realidade.
Oito engenheiros alemães da Areva trabalhavam na central japonesa de Fucoxima (a Areva é líder mundial e esteve ligada ao grupo de pressão que quis trazer o nuclear para Portugal). Estavam os alemães à volta do reactor n.º 4 quando houve o sismo de sexta-feira passada. Logo no fim desse dia, diz um comunicado da própria Areva, "os colaboradores alemães da empresa foram colocados em lugar seguro, a 40 km da central". Na sexta e a 40 km!
Na segunda-feira, o primeiro-ministro japonês fez retirar a população num raio a 20 km da central. Na segunda-feira e a 20 km! Entretanto, já no domingo, os oitos engenheiros alemães aterravam em Frankfurt.
Eu memorizo isto para o caso de se construir uma central nuclear em Portugal. Sei que tenho de ter saldo para longas distâncias se quiser contactar o promotor dessa iniciativa. E tenho de me lembrar da delicadeza de não o convidar a beber um copo de água.
«DN» de 17 Mar 11

Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger Bmonteiro said...

Esperto esperto,
é um antigo 'engenheiro'
que se pirou de Lisboa
para Bruxelas.
E promovido.

17 de março de 2011 às 18:50  
Blogger José Batista said...

Guilherme Valente acaba de propor, no blogue De Rerum Natura, que se constitua um movimento em Portugal para impedir o prolongamento da vida da central nuclear de Almaraz, em Espanha, a 100 Km da fronteira com Portugal, e refrigerada pelo rio Tejo. Parece que a dita central foi estimada para fechar em 2012, prazo que terá sido dilatado para depois de 2020...

17 de março de 2011 às 19:57  

Publicar um comentário

<< Home