6.4.11

«Dito & Feito»

Por José António Lima

É VERDADE que Passos Coelho deveria ter apresentado, ao Parlamento e ao país, um conjunto de propostas alternativas às do PEC 4 que chumbou. E não o fez.
É verdade que, ao falar, de forma desgarrada, de uma hipotética subida do IVA para 25%, o líder do PSD se viu forçado a passar os três dias seguintes a desvalorizar tal sugestão e a autojustificar-se pelo que dissera. E pelo que, involuntariamente, revelou daquilo que será o PEC do PSD.
É verdade que as prolixas Linhas de Orientação para o Programa Eleitoral do PSD, anteontem divulgadas, não passam de um conjunto de generalidades e intenções mal redigidas, ainda sem quaisquer medidas concretas que permitam perceber o que aí virá com o PSD no Governo. (...)

Texto integral [aqui]

Etiquetas: ,

1 Comments:

Blogger Bmonteiro said...

É verdade.
Que o líder do PSD devia ter: mantido o sangue frio / usar de algum cinismo / ter deixado passar o PEC IV:
Com uma condição tornada pública:
A de levar o Gov/PS a comprometer-se em apresentar uma moção de confiança.
Negócios são negócios.
Tão pouco Sexa PR se lembrou de:
Convocar para um almoço em Belém, os anteriores PR e os líderes do PS e PSD - cartas na mesa, responsabilidade a preceito.
Uma questão simples. De Liderança.

6 de abril de 2011 às 19:25  

Publicar um comentário

<< Home