29.1.08

As virgens ofendidas

A RÁBULA não é nova:
Se alguém vier a público denunciar que há, por esse país fora, casos graves de corrupção que se mantêm impunes, virá logo um conjunto de pessoas, muito nervosas, a esgrimir com a seguinte argumentação:
«Se denuncia, é porque sabe; se sabe, tem de concretizar e provar; se não concretizar nem provar, está a ofender todos; se ofende todos, afinal o malandro é ele!».
Por essa lógica, se alguém disser que «há carteiristas no Metro», tem de estar preparado para ouvir uns tantos utentes a proclamar que, «se não concretizar nem provar o que diz, estará a chamar gatunos a todos os passageiros».
Claro que isso não teria pés nem cabeça, mas poderia servir para alguma coisa: pelo menos eu, se fosse polícia, começava logo por dar atenção - precisamente! - a "esses tais utentes" mais nervosos...
-
«Destak» e «Público» de 29 Jan 08

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Portaria 59/2005
Quantas vezes já aqui referi que esta Portaria ilegal anda a encher os bolsos de ex-ministros e grandes grupos económicos?
Quantas vezes já pedi que se investigue?
Pedi à PJ, PGR, anterior e actual Presidente da República, etc.
Respostas, nenhuma, agoa apareceu um homem que toca na ferida e já o querem julgar, a Portaria 59/2005 é ilegal viola a Constituição Portuguesa e pasmem, tem data do dia em que o santana lopes pediu a demissão do governo.
Tudo na trombas de quem agora diz que não é nada com o actual governo, senão é, é com quem então?
Tanto é ladrão o que assalta como o que faz de conta que nada viu. Este governo é uma vergonha ao pactuar com a Portaria 59/2005

É fartar vilanagem, o País está a saque

29 de janeiro de 2008 às 14:15  

Publicar um comentário

<< Home