19.7.08

Os benfiquistas e os outros

Por Antunes Ferreira
UMA SEMANA desgraçada. Faz hoje oito dias, notícias vindas dos EUA deixaram o Mundo com mais rugas de preocupação do que um centenário desdentado. Foi anunciada a maior crise económica nos States – o que desde logo foi entendido como uma orbe catástrofe. E bem. Por alguma razão se dizia que quando Washington espirrava o planeta entrava em gripe. Agora, não. Trata-se de uma broncopneumonia dupla, agravada pela diabetes. Para não falar em carcinoma pulmonar.
Naturalmente que nós, os Portugueses ficámos preocupados. Alguns mesmo preocupadíssimos. A generalidade dos cidadãos não se apercebeu disso. Melhor – não percebeu isso. Felizmente. Para estes descendentes dos Lusitanos, já basta o que basta. O dia-a-dia dá-nos que fazer, cada vez mais os euros são menos e o fim do mês está a chegar ao dia 13 de cada mês. O que é dizer que os euros estão cada vez mais raros e… caros.
Nisto, o Banco de Portugal revelou que a economia portuguesa apresentou sinais de forte abrandamento em Junho, devido à estagnação do consumo das famílias e à descida da actividade económica, num cenário de contínuos aumentos dos preços dos combustíveis, dos alimentos e dos juros. Os dados do banco Portugal apontam para uma estagnação do consumo privado em Junho, em comparação com igual mês do ano anterior, completando dez meses de abrandamento. E o INE já tinha revelado que a subida em 3 por cento nos preços dos combustíveis contribuíra para que a inflação fosse em Junho de 3,4 por cento.Para ajudar à festa o famigerado FMI veio a terreiro sublinhar que os Portugueses vivem acima das suas possibilidades. Olha que grande novidade. «A acumulação de desequilíbrios externos não pode continuar indefinidamente», apontava um relatório da organização, que apelava a um maior esforço de poupança. «Resolver este problema exige que todos os sectores da economia ajustem e poupem mais».
Como? – perguntaram-se muitos. Pois, se já nem cotão temos nas algibeiras… Mais: as declarações de Victor Constâncio no que concerne a taxa de crescimento para este ano e para o próximo, muito abaixo do que era previsto pelo Governo, já tinham dado como resultado um cocktail envenenado, mais letal do que um qualquer Molotov vulgar de Lineu. O governador do banco central ainda referiu outros valores que qualificavam a situação lusa. A coisa está preta, como dizem os Brasileiros.
Tanto, que nós, que somos habitualmente pessimistas e desconfiados, nem demos grande significado, muito menos cuidadosa atenção ao apelo lancinante do PR para que nos unamos e coisas assim, a fim de vencermos o momento muito complicado. Muitíssimo complicadíssimo, até. O tempo da pregação no deserto não acabou nas páginas bíblicas.
Felizmente que no meio deste tsunami económico e financeiro (nem a taxa Robin/Telhado parece ter trazido grandes esperanças) o Senhor Rui Costa regressou de Saragoça com o Senhor Pablo Aimar a tiracolo. Há motivos para esperança, portanto. Sobretudo para os benfiquistas.
Mas – e para os outros?

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger Manuel Silva said...

Prumeti e cá estou a cumprir o que prumeti.
Com Mendonças ou sem Mendonças continuo a pau com este senhor AF. Hoje mete-se com o meu Benfica. Sairá-lhe caro se continuar a gosar com a Àguia. Pode chatiar os politicos que merecem; mas com os bemfiquistas, muito cuidado!

Dever ser lagarto ou dragão. Mas este ano com o Kike e o Aimar o campionato já está no pápo.

19 de julho de 2008 às 13:44  
Blogger Margarida Serôdio Martins said...

Antunes Ferreira
Os cães ladram e a caravan passa. O Senhor M. S. nem percebeu o que vc queria dizer com o seu texto. Não atacou o Glorioso Benfica. só utilizou a contratação do Aimar com tema de comparação com este infeliz País. Eu gostei. Oxalá El Mago me dê muitas alegrias!
(Sócia N.º 43.667 do SLB)

19 de julho de 2008 às 23:52  
Blogger Márcia Reboredo Du Maria said...

Descobri o blog por intermédio de visita no blog Travessa do Ferreira. Acho interessntíssimo ainda que a maioria dos temas sejam tipicamente portugueses. Para nós, brasileiros, tem coisas que é ruim de entender. Mas, vou continuar nessas visitas

21 de julho de 2008 às 17:11  
Blogger Santhiago Ramirez said...

Antunes, a forma pela qual você mescla humor e informações sérias é impagável. Hei-de voltar muitas vezes para este rincão, belíssima iniciativa, reduto de nomes excelentes, a bem da cultura e da amizade.
Abraços sinceros e, desde já, com muita admiração.

23 de julho de 2008 às 23:48  

Publicar um comentário

<< Home