28.7.08

“Árvore geológica”

Por A.M.Galopim de Carvalho
JÁ FOI PIOR, MUITO PIOR, mas, mesmo assim, são ainda muitas e alarmantes as situações reveladoras do grande desconhecimento, por parte da generalidade dos cidadãos, acerca de quase tudo o que se relacione com a Geologia. Salvo as excepções que sempre importa acautelar, um tal alheamento é comum a todos os níveis socioculturais.
Por mérito próprio dos já famosos dinossáurios e das suas pegadas vai-se ouvindo falar de Paleontologia, de Jurássico e pouco mais e, graças ao programa “Geologia no Verão” do “Ciência Viva”, em boa hora lançado pelo Ministério da Ciência e da Tecnologia, dezenas de milhar de portugueses, de todas as idades, ganharam interesse por esta disciplina. Esperemos que este tipo de acções não perca continuidade, pois que, não obstante os passos já dados, ainda se verificam situações que a todos devem preocupar.
Dessas situações recordo uma de “bradar aos céus”, que alinhavarei na liberdade que a ficção consente, mas que não perde de vista o essencial – a grande ignorância, às vezes anedótica, para não dizer confrangedora, que, neste domínio, grassa por este nosso Portugal.
Um colega meu, jovem geólogo a preparar a sua dissertação de doutoramento, relatou-me, recheada de pormenores, uma situação bem reveladora do desconhecimento que referi atrás.
Há uns meses atrás, contou-me, dera transporte a quatro jovens que, à saída de uma localidade dos arredores da capital, lhe fizeram o mais do que tradicional gesto de pedir boleia.
(...)
Texto integral [aqui]
NOTAS: esta e outras crónicas do mesmo autor estão no seu blogue Sopas de Pedra. A foto (CMR) foi tirada Junto a Burgau, Algarve.

Etiquetas:

5 Comments:

Blogger WOLKENGEDANKEN said...

Acualmente é dificil saber se é pior ser ignorante ou "criacionista" ( a palavra sera mais ou menos isso em portugues :-)
Ha pouco vi uma reportagem sobre uma universidade americana chamada "de elite" e gerada pelos evangelicales. Parece que desta universidade reclutan-se muitos colaboradores da Casa Branca. E em Geologia nesse centro de sabedoria ensina-se basando no "facto" que a terra foi criado há mais ou menos 5000 anos e que o factor decisivo na Geologia é .....o diluvio que explica .... tudo.

28 de julho de 2008 às 10:40  
Blogger brunette said...

Gostei.. Eu até comentava, mas hoje doem-me as cruzes, deve ser de ter os ossos descalçados...

28 de julho de 2008 às 10:40  
Blogger R. da Cunha said...

Não fora o autor quem é, diria que não acreditava no que li. Não há limites para a ignorância?

29 de julho de 2008 às 00:34  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

R. da Cunha,

Bem... No texto diz-se que a história tem um pouco de ficção - como convém, é claro!

29 de julho de 2008 às 12:43  
Blogger platero said...

sobre esse tal de "criacionismo"julgo, até demonstração em contrário, ser autor de neologismo que define bem o movimento:

CRIA(N)CIONISMO

e já o vi citado, sem referir a fonte, fora de contexto.

aos próprios americanos - antimovimento -devia ser vedada utilização do vocábulo

penso eu...

29 de julho de 2008 às 21:51  

Publicar um comentário

<< Home