17.9.08

“Best seller” japonês

Por Joaquim Letria
OS JAPONESES entre os 20 anos de idade e os 40 estão a ler um livro como há muito não acontecia: “The Crab Ship” (“O navio dos caranguejos”) escrito em 1929 por Takiji Kobayashi, um jovem escritor torturado até à morte em 1933 por causa deste e de outros escritos.
Nas duas últimas semanas “The Crab Ship” vendeu meio milhão de exemplares e a tendência é para subir exponencialmente.
O que causa surpresa é o livro ser uma história completamente marxista que conta um motim a bordo dum barco de pesca cujos pescadores eram forçados a trabalhar em condições infra humanas em 1929, até que se organizam e criam um sindicato.
Curioso como fenómenos idênticos a este, que sucede com o livro de Kobayashi, se repetem um pouco por todo o mundo onde a miséria e o desemprego crescem assustadoramente. Menos por cá, evidentemente, onde o “O Lugre” e outras peças de Bernardo Santareno… parecem mal.
«24 Horas» de 17 de Setembro de 2008

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Táxi Pluvioso said...

A miséria e o desemprego conduzem à leitura? Óptimo, o Plano Nacional de Leitura está safo.

Vou adicionar o link deste blog ao meu. É sempre bom saber como pensa a intelectualidade oficial do país.

Keep up the good work!

18 de setembro de 2008 às 06:20  

Publicar um comentário

<< Home