22.11.10

Há palavras a menos na política portuguesa

Por Rui Tavares

SEJAMOS honestos, Cavaco Silva se pudesse sufocaria estas eleições no berço porque, simplesmente, é o que lhe dá mais jeito.
Faltam palavras na política portuguesa. Por exemplo, palavras como “sonso”. E falta utilizar essas palavras quando Cavaco Silva, atual presidente da República e candidato à sua própria sucessão, diz que “há palavras a mais na nossa vida pública”.
Cavaco Silva está a matar, devagarinho, qualquer hipótese de termos uma campanha presidencial esclarecedora.
Fá-lo porque nunca entendeu o valor do confronto de ideias; Cavaco Silva não é, essencialmente, um pluralista. (...)

Texto integral [aqui]

Etiquetas: ,

3 Comments:

Blogger Carta said...

Existe um projeto que vai levar uma carta dos brasileiros à presidente Dilma? E você pode incluir a sua participação, basta acessar. http://bit.ly/cartabr não se esqueça de nos seguir no twitter http://bit.ly/ttcarta (@cartabr)

22 de novembro de 2010 às 19:40  
Blogger Mg said...

Palavras para quê?
Há, ou vai haver, campanha? :)
Não me parece...

23 de novembro de 2010 às 13:23  
Blogger José Batista said...

Hum... Palavras a menos?
Virá (ou alguma vez veio) daí o nosso mal?

23 de novembro de 2010 às 23:44  

Enviar um comentário

<< Home