20.1.08

Nada para pôr? Nada a opor!

Ontem à tarde, na FIL, na Feira do Turismo Português: uma escola de samba - pelos vistos, uma especialidade de Estarreja, se a memória me não atraiçoa.

Etiquetas:

8 Comments:

Blogger Watchdog said...

A Tradição perde-se, a Globalização alcança-se...
Existem cada vez mais "carnavais" neste País.

20 de janeiro de 2008 às 23:08  
Blogger R. da Cunha said...

Não, é de Loulé.

20 de janeiro de 2008 às 23:15  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

O que é caricato nesta cena é o facto de se passar numa Feira de Turismo, cujo objectivo (pensava eu...) era cada região propagandear o que de melhor tem de nacional.

21 de janeiro de 2008 às 00:03  
Blogger R. da Cunha said...

Produto artesanal pode dar bronca, se a ASAE estiver por perto. Assim é melhor e mais "internacional".
Fiquei na dúvida: se calhar não é de Loulé de Alhos Vedros.

21 de janeiro de 2008 às 00:28  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Eu vi-os a formar a "troupe" bastante longe do Pavilhao do Algarve. Quase de certeza que era no de Estarreja, mas isso é um pormenor que pouco interessa.

O essencial é que a Feira se destinava a "vender" PORTUGAL, a tal West Coast of Europe (e não a East Coast os South America).

21 de janeiro de 2008 às 00:35  
Blogger O Puma said...

admito que a menina

tenha afastado Sócrates

21 de janeiro de 2008 às 21:42  
Blogger Jorge Oliveira said...

Nada de exageros, ó meu amigo Medina. Eu, tu, e muitos outros que nunca chegarão a primeiro-ministro, ainda somos apreciadores destas artes...

22 de janeiro de 2008 às 09:29  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Ó Jorge, por isso é que o título é "Nada a opor!"

22 de janeiro de 2008 às 10:25  

Publicar um comentário

<< Home